Ad Clicks :Ad Views : Ad Clicks :Ad Views : Ad Clicks :Ad Views : Ad Clicks :Ad Views : Ad Clicks :Ad Views : Ad Clicks :Ad Views : Ad Clicks :Ad Views : Ad Clicks :Ad Views : Ad Clicks :Ad Views : Ad Clicks :Ad Views : Ad Clicks :Ad Views : Ad Clicks :Ad Views :
img

Tudo depende do seu ponto de vista

  Tudo na vida, os obstáculos, os problemas, as dificuldades, dependem do nosso ponto de vista, ou seja, do nosso olhar. É como aquela história do copo com a metade preenchida com água. O pessimista diz que o copo está meio vazio; o otimista, que está meio cheio.
     Nós enxergamos a realidade de acordo com nossa lente. “Se nossos olhos forem bons, nosso corpo será plena luz…” (Mateus 6). “Tudo é puro para os puros…” (Tito 1).
     Quem nunca passou por uma situação ou ouviu alguém dizer?: se não tivesse levado umas palmadas quando criança (não quero aqui entrar na discussão se é certo ou errado dar palmadas) hoje não seria alguém de bem.

“Há males que vem para o bem”

     A maioria de nós reclama, lamenta, amaldiçoa tudo e todos quando passa por uma situação difícil, por um luto, por uma tragédia, por uma injustiça ou quando é vítima de uma maldade ou de um “azar” na vida… Mas em vez de lamentar uma situação, viva e aja da melhor forma que puder perante ela. Não temos como saber, mas no fim da vida quem sabe poderemos dizer: aquela desgraça que aconteceu em minha vida causou sofrimento, mas se não fosse ela, hoje eu não saberia lidar com essa situação e poderia agora ser vítima de uma desgraça ainda maior. Não lamente; lute. Não conhecemos o futuro, então não vamos lamentar o passado e vamos plantar no presente sementes que no futuro aumentem a probabilidade de colhermos frutos bons. A vida nem sempre é justa, mas façamos nossa parte e basta a cada dia o seu mal.

Não desista!

     E pegando carona no discurso do menino Wendell Lira (vencedor do prêmio Puskás 2015 – homenagem ao jogador de futebol com o gol mais bonito do ano), feito na cerimônia de entrega do prêmio – embora a fala não seja originalmente dele (digo isso por já ter ouvido algumas variantes dela), transcrevo com minhas palavras:
     “Na história bíblica de Davi e Golias, podemos alegorizar para obter uma bela lição. Muitos olhavam para o gigante e diziam: ‘Ele é muito grande, não tem como vencer’, mas Davi, minutos antes de derrotar o enorme adversário, disse: ‘Realmente ele é muito grande, mas exatamente por isso não tem como errar’.
 
Autor: Wésley de Sousa Câmara
Veja este assunto em vídeo no canal Bíblia a Fundo (Youtube)

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • Linkedin
  • Pinterest
error: Conteúdo protegido. Caso queira usar textos e imagens deste blog, entre em contato com o responsável.